Mais de 1000 empresas japonesas completam 100 anos em 2017

empresas-japonesas-100-anos

Poucos países podem se orgulhar dessa marca tão extensa. O Japão possui e sobrevivente a mais de 1.000 empresas que completaram um século de fundação em 2017, entre elas a Nikon Corp., a montadora Fuji Heavy Industries Ltd. e a Morinaga Milk Industry Co. Segundo o Tokyo Shoko Research Ltd (empresa de pesquisa de dados) 1.118 empresas completarão 100 anos este ano.

Um porta-voz da Nikon disse que sua empresa sobreviveu ao século passado porque “promoveu globalmente uma ampla gama de produtos e serviços com base em suas tecnologias de alta qualidade, principalmente nos setores de óptica e precisão”.

Essas empresas de 100 anos ainda precisam se adaptar aos tempos de mudança.
Fuji Heavy, conhecido por sua marca de automóveis Subaru, planeja concentrar seus recursos em negócios automotivos e aeroespaciais enquanto puxa o plugue em operações de máquinas industriais. Em abril, a empresa mudará seu nome corporativo para a Subaru Corp.

“Nosso tema principal em 2017 será como devemos impulsionar o apelo da nossa marca Subaru”, disse o presidente da Fuji Heavy Yasuyuki Yoshinaga.

Mais de 100.000 empresas são criadas no Japão todos os anos.

“É interessante imaginar quantas empresas recém-estabelecidas ainda serão em torno de cem anos a partir de agora”, disse um funcionário da Tokyo Shoko Research.
Fonte: IPC Digital

Anúncios

Japão vai aumentar período de recebimento do seguro desemprego

Trabalhadores temporários poderão receber o benefício por até dez meses

seguro-desemprego
O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social anunciou na quinta-feira (8) mudanças no atual Seguro-Desemprego e no Benefício ao Emprego, sistema que reúne subsídios para quem está procurando emprego, que inclui também treinamentos e cursos remunerados feitos pelas Agências Públicas de Emprego, informou a Agência de Notícias Jiji Press.

As mudanças anunciadas estendem o período de recebimento do Seguro Desemprego para uma determinada faixa etária, seja de trabalhadores efetivos ou temporários. Nesta última estão empregados a maioria dos brasileiros.

Os trabalhadores que possuem contrato de trabalho efetivo e que forem demitidos por decisão unilateral da empresa ou por falência da mesma terão estendido o recebimento do Seguro Desemprego por até 5 meses.

No entanto, esta medida só atingirá os trabalhadores que estão pagando o Seguro Desemprego por mais de um ano e que, na data da demissão, estiverem na faixa etária entre 30 a 44 anos de idade.

Já em relação aos trabalhadores temporários, que também forem demitidos antes do final do contrato ou por falência da empresa, o Seguro Desemprego poderá ser pago por até 10 meses, mesmo que o trabalhador tenha contribuído com o sistema por apenas 1 ano.

Está medida entrará em vigor de 2017 até 2021. Após este período, o Governo deverá analisar os resultados antes de decidir se o sistema será suspenso ou se continuará.
Fonte: Alternativa

Toshiba reverte prejuízo e tem lucro de ¥76 bilhões no terceiro trimestre

Empresa foi ajudada pelo aumento das vendas de chips de memória para fabricantes chineses de smartphones

toshiba2

O conglomerado japonês Toshiba reverteu prejuízo do terceiro trimestre do ano passado com lucro operacional de 76,7 bilhões de ienes (721 milhões de dólares) entre julho e setembro deste ano, ajudado pelo aumento das vendas de chips de memória flash para fabricantes chineses de smartphones.

O resultado ficou em linha com estimativa revisada anunciada no fim de outubro. A demanda maior veio como um alívio para empresa, que busca se recuperar de um escândalo contábil de 1,3 bilhão de dólares com uma estratégia mais focada em chips, energia nuclear e infraestrutura social, ao mesmo tempo em que se desfaz de operações menos lucrativas.

No início da semana, a Toshiba elevou em 50 por cento a perspectiva de lucro anual, para 180 bilhões de ienes, o que marcaria uma grande reviravolta após o prejuízo de 708,7 bilhões do ano passado.

Além das encomendas mais robustas de fabricantes chineses de smartphones dispostos a atualizar seus dispositivos com chips de memória de maior capacidade de armazenamento, a Toshiba também vem sendo beneficiada pelo lançamento do novo iPhone. Isso porque uma versão avançada de seu chip de memória flash com estrutura de célula tridimensional está sendo usada no mais recente modelo lançado pela Apple.

A companhia japonesa espera que a divisão de chips e dispositivos eletrônicos contribua com a maior parte do lucro operacional projetado para este ano financeiro, o equivalente a cerca de 130 bilhões de ienes.
Fonte: Alternativa

Hamamatsu vai realizar 1ª Feira de Educação para brasileiros

Evento reunirá 32 instituições com orientação sobre ingresso em universidades e cursos técnicos

feira-de-estudos
Com a finalidade de promover a continuidade dos estudos dos brasileiros no Japão, oferecendo instruções de como ingressar nas instituições de ensino, será realizado no dia 26 de novembro (sábado) a 1ª Feira de Educação de Hamamatsu. O local será no centro cultural Create, 2º andar, das 11h às 16h, com entrada franca.

O evento é uma iniciativa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil com realização do Consulado do Brasil em Hamamatsu (Shizuoka) e apoio da Hice – Fundação para Comunicação e Intercâmbio Internacional de Hamamatsu.

Em um espaço de 400 metros quadrados, os visitantes terão a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre diversos cursos e também concorrer a descontos especiais e bolsas de estudos.

A Feira contará com a presença de 32 instituições de ensino fundamental e médio, cursos técnicos profissionalizantes, cursos à distância, de idiomas, de apoio à língua pátria, intercâmbio internacional, preparatórios ao ENCCEJA (supletivo) e universidades. Todas elas estarão disponibilizando atendentes para orientar os interessados em como ingressar nessas instituições de ensino, brasileiras e japonesas.

Até o momento, as seguintes instituições confirmaram presença: SUAC, UNIP, UNIGRAN, WIZARD (University), WIZARD (Eng), ATEC, AITEC, UNIEXCELLENCE, SENAC & SENAI, EAS, ICHIRITSU Kooko, CESC, FRIENDZ, FREEDOM, E4L, NPO ARACE, HICE e I.I.E.C., entre outras.

Não será preciso fazer inscrição ou reservar horário. O interessado chega e vai direto conversar com o orientador da instituição de ensino no qual pretende ingressar.

O cônsul do Brasil em Hamamatsu, José Antonio Gomes Piras, faz o seguinte apelo: “Compareçam à Feira de Educação de Hamamatsu, jovens e respectivos pais. Será uma grande oportunidade para esclarecer dúvidas sobre como ingressar nas instituições de ensino, brasileiras e japonesas e definirem o futuro educacional. Algumas entidades poderão oferecer bolsas de estudos ou descontos especiais, como incentivo à educação”.

Esta 1ª Feira de Educação é de abrangência mundial. Segundo o cônsul, o evento foi uma recomendação do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, que consultou os postos consulares em vários países, sobre a realização de uma grande feira educacional voltada para a comunidade brasileira local.

Dez cidades decidiram pela realização do evento: Nova York/Filadélfia (25/set), Zurique (23/out), Bruxelas (29/out), Boston (12/nov), Londres (19/nov), Hamamatsu (26/nov), Nagoia, durante Consulado Itinerante em Kobe (26/nov) e Roterdã (10dez).

1ª Feira de Educação de Hamamatsu
Dia: 26 de novembro (sábado)
Horário: 11h às 16h
Entrada franca
Local: CREATE Hamamatsu
Endereço: 〒430-0916 Shizuoka-ken Hamamatu-shi Naka-ku Hayauma-cho 2-1 (ao lado da estação Enshubyoin, do Trem Vermelho)
Estacionamento em frente à estação Enshubyoin (D-Parking, ¥100 a cada 30 minutos)
Fonte: Alternativa

Renault e Nissan compram empresa de tecnologia para criar aplicativos de mobilidade

As duas montadoras afirmaram que a aquisição vai impulsionar o desenvolvimento de softwares

reanault-nissan
Renault e Nissan anunciaram na terça-feira que vão comprar a produtora francesa de software Sylpheo em uma estratégia para competirem no desenvolvimento de novos serviços como aplicativos de transporte urbano.

As duas montadoras afirmaram que a aquisição, em que vão absorver 40 engenheiros e consultores da Sylpheo, vai impulsionar seu desenvolvimento de software e experiência em computação em nuvem.

“A equipe da Sylpheo terá oportunidade de trabalhar em nossa próxima geração de carros conectados e outras tecnologias avançadas”, disse Ogi Redzic, vice-presidente sênior para veículos conectados e serviços de mobilidade da Renault-Nissan.

“Eles desempenharão papel fundamental nesta nova era de tremendas mudanças para a indústria automotiva global”, acrescentou.

Montadoras desde Toyota a General Motors têm investido em empresas de software e companhias iniciantes de mobilidade para se posicionarem para o cenário de ascensão do carro autônomo e outros serviços conectados.

Renault e Nissan planejam lançar mais de 10 veículos com tecnologia de direção autônoma até 2020. A Nissan pretende desenvolver funções de direção em múltiplas pistas, algo que inclui mudanças de faixa de rolamento, até 2018.
Fonte: Alternativa

Depois de Kanagawa e Osaka, Tóquio vai permitir trabalho de domésticas estrangeiras

Pagamento será de ¥5 mil por duas horas com contrato máximo de 3 anos

 trabalho de domésticas estrangeirasO governo de Tóquio irá aderir ao programa de "zonas especiais", criado pelo governo central para testar projetos de desenvolvimento econômico e social, para permitir que estrangeiros realizem trabalhos domésticos, noticiou o jornal Nihon Keizai.

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, iria anunciar a adesão ainda nesta quarta-feira (31), após uma reunião com representantes do governo central.

De acordo com o jornal, o governo da capital quer incentivar famílias de classe média alta a contratar esse tipo de profissional para serviços de limpeza, lavandeira, cozinha e cuidados infantis. A principal intenção do projeto é aumentar a participação de mulheres japonesas no mercado de trabalho formal.

O uso de empregadas domésticas estrangeiras no Japão se limitava, até então, a diplomatas e representantes de outros países.

Tóquio será a terceira província do Japão a permitir o trabalho de empregadas domésticas estrangeiras, depois de Kanagawa e Osaka. A região metropolitana da capital conta com cerca de 460 mil residentes estrangeiros, o dobro de Osaka, de acordo com o Ministério da Justiça.

Para inibir abusos e a disparidade de salários, o governo central criou diretrizes que obrigam a contratação de domésticas estrangeiras para postos de tempo integral, e salário igual ao pago para as japonesas que realizam o mesmo tipo de trabalho, cerca de ¥5 mil por uma sessão de duas horas com um contrato máximo de 3 anos.
Fonte: Alternativa

Japão: pesquisa revela que as prefeituras querem trabalhadores estrangeiros

trabalhadores-estrangeirosA Kyodo News realizou uma pesquisa nas 1.620 municipalidades do Japão, no período de maio a julho deste ano e obteve respostas de 93% delas. O resultado foi divulgado em 23 deste mês e o Tokyo Shimbun fez uma compilação desses dados, no dia seguinte. Em 80% desses municípios, vilas e vilarejos há registro da presença de estagiários estrangeiros.

Quase um terço (32%) das municipalidades admite que necessita dos trabalhadores estrangeiros, especialmente dos estagiários chamados de jisshusei. Os motivos mais frequentes foram garantir mão de obra local e no sentido de frear o declínio da população.

As cidades que mais necessitam de recursos humanos estrangeiros, segundo a pesquisa, são as prósperas na agricultura, silvicultura e piscicultura, nas províncias de Kagawa (63% dos municípios), Ooita (58%) e Ehime (53%).

Em respostas múltiplas, as prefeituras que necessitam estrangeiros apontaram os “porques” disso: precisam garantir recursos humanos (67%), processo de internacionalização (50%) e aumento da arrecadação de impostos (29%).

“Nem sim nem não”

55% das respostas foram “nem sim nem não”, o que traduzem problemas enfrentados pelas municipalidades como a dificuldade financeira dos estrangeiros para o seu sustento e outras relacionadas à vida e educação das crianças. Foram muitas as que solicitam melhores condições salariais para esses estagiários (42%). Por isso, essas prefeituras se sentem desconcertadas em relação ao aumento dos mesmos. Tanto que elas levantaram uma forte voz no sentido de realizar melhorias também no aumento do tempo de estadia (16%) ou manutenção do sistema de estagiário (15%).

Há 467 municipalidades que possuem muitos estrangeiros residentes, mas nessas, o maior número é de estagiários asiáticos, segundo dados das prefeituras fechados em janeiro deste ano. Dentre todas as prefeituras, 87% delas já tem registrados estrangeiros com visto permanente e muitos fixaram residência no local.

Somente 13% dessas municipalidades responderam que não necessitam de recursos humanos estrangeiros.
Fonte: IPC Digital

Empresas contrataram mais trabalhadores efetivos em abril

Seishahin (trabalhadores efetivos) estão aumentando no Japão. Mas contratos temporários também aumentaram. Veja como foi o crescimento em números.

aumento-de-trabalhadores-no-japaoSegundo informações do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social divulgadas na terça-feira (31), abril marcou o décimo sétimo mês consecutivo de aumento dos contratos de trabalho efetivo.

No primeiro mês do atual ano fiscal, que começou em abril, foram assinados 810 mil contratos de trabalhadores efetivos, ou seja, seishain.

Este total representa aumento de 2,5% se comparado ao mesmo período de 2015. Atualmente, os trabalhadores efetivos somam 33,7 milhões de pessoas, de ambos os sexos, ou 63,2% da força de trabalho japonesa.

Já os contratos temporários marcaram o quinto mês consecutivo de alta. Em abril foram contratados 230 mil novos trabalhadores temporários, somando 19,6 milhões ou 36,8% do total da força de trabalho local.Se comparado a abril de 2015, o aumento foi de 1,2%.

No entanto, entre os trabalhadores temporários houve queda nos contratos denominados “por tempo determinado” (keiyaku shain) e também de arubaitos (muitos trabalhadores brasileiros são contratados como keiyaku shain).

Entre os trabalhadores efetivos, 68% são do sexo masculino. Nos contratos temporários, os homens representam 33% do total.
Fonte: Portal Mie com Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social

Japão adotará medidas para ajudar alunos estrangeiros com dificuldades

Governo pretende instalar escolas focadas no aprendizado do idioma japonês

escolas no japaoO número de trabalhadores estrangeiros vem crescendo no Japão e, consequentemente, a presença de crianças de outras nacionalidades nas escolas japonesas está cada vez mais evidente.

Na segunda-feira (30), representantes do Ministério da Educação (Mext) se reuniram com especialistas para divulgar resumidamente dados de um relatório que contém informações sobre um novo plano de assistência educacional para as crianças estrangeiras, informou o jornal Mainichi nesta terça-feira.

Entre as medidas mencionadas está a abertura de escolas focadas no estudo de japonês e na assistência aos filhos de estrangeiros, mestiços e até crianças japonesas que possuem dificuldades com o idioma por terem passado parte da infância em um país estrangeiro.

Fundar uma organização de educadores e estagiários que possam orientar as crianças de forma individual, considerando as dificuldades com o idioma e de adaptação de cada um, também está nos planos do governo. Nos próximos meses, o Ministério da Educação pretende levantar as despesas destas ações para incluir no orçamento do próximo ano fiscal (que inicia em abril de 2017).

Dados de maio de 2014 até o momento mostram que há 73.289 crianças estrangeiras nas escolas japonesas, em todos os níveis de educação (shougakkou, chuugakkou e koukou). Deste total, 29.198 (40%) dos estudantes necessitam de auxílio no aprendizado do idioma japonês.

Além dos estrangeiros, há também casos de mestiços (filhos de japonês com outra nacionalidade) e japoneses que cresceram em um país estrangeiro, retornaram ao Japão e possuem dificuldade com o idioma nativo. São 7.897 crianças nesta situação, sendo que o número aumentou 1,6 vez na última década.

Entre as crianças estrangeiras nas escolas japonesas, os principais casos são de falantes nativos do idioma português, chinês e tagalo (filipino). Para auxiliar estas crianças desde a primeira infância, o governo também estimou a necessidade de contratar profissionais em creches, que possam orientar aos pequenos na língua materna, como um reforço na educação que antecede o período escolar.
Fonte: Alternativa

Consulta gratuita em português para saber onde procurar ajuda médica no Japão

Centro Internacional de Informação MédicaDesde 1991 a instituição chamada AMDA-Centro Internacional de Informação Médica atende estrangeiros para fornecer informações sobre o sistema de saúde japonês. O AMDA, situado em Tóquio, tem como objetivo proporcionar aos estrangeiros a possibilidade de receberem a mesma assistência médica adequada tal qual receberia um japonês.

O Centro foi formado e é composto de profissionais japoneses com conhecimento sobre o sistema de saúde japonês e também de intérpretes em vários idiomas, incluindo o português.

Todas as informações fornecidas são gratuitas. O Centro explica e sana dúvidas sobre o sistema de saúde do Japão e ainda apresenta médicos que falam português ou instituições que tenham intérprete.

O Centro atendeu 2.736 telefonemas ao longo de 1 ano, no período entre abril de 2014 a março de 2015.

O atendimento em português, preservando o sigilo, é realizado pelo telefone 03-5285-8088, nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 09h00 às 17h00.
Fonte: IPC Digital

O Nihon - Curiosidades sobre o Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Passagem para o Japão - Ligue 11 3101-8193

Passagens aéreas, pacotes de turismo, seguro viagem, reserva em hotel, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Viagem para o Japão

Passagem aérea e pacote de turismo para o Japão

Vaga no Japão

Vagas e notícias do Japão

Japan Rail Pass - JRP

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Visto japonês: nissei, sansei, yonsei, cônjuges e turismo

Como tirar visto japonês - contato@vistojapones.com.br - www.vistojapones.com.br

Trabalho no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Empreiteiras no Japão

Emprego - passagem aéea - tradução - visto para o Japão, telefone 11 3101-8193

Emprego no Japão em 2017

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Aeroportos de todo o mundo

Informações sobre os principais aeroportos e companhias aéreas

Informações sobre empregos no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Passagem Aérea para o Japão - Narita, Nagoya e Osaka

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Pacote de turismo para o Japão e para o Oriente

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass