Archive for the ‘primeiro-ministro do Japão’ Category

Japão define política básica para receber 345.150 trabalhadores estrangeiros a partir de abril

Governo vai combater intermediadores que tenham a intenção de explorar mão de obra

construção civil1
O gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe definiu nesta terça-feira (25) a política básica para aceitar mais trabalhadores estrangeiros a partir de abril de 2019, informou o jornal Mainichi.

A previsão é de receber no máximo 345.150 estrangeiros durante cinco anos, até março de 2024, para atuação em 14 áreas de trabalho que enfrentam falta de mão de obra.

O governo pretende combater intermediadores da parte de recrutamento e empregadores que tenham a intenção de explorar os estrangeiros, fazendo falsas promessas e pagando baixos salários com longas jornadas de trabalho. Para isso, vai fiscalizar as empresas, montar centros de apoio com intérpretes e fazer acordos com os países de origem dos trabalhadores.

Os programas de apoio que os empregadores devem criar para seus funcionários estrangeiros incluem orientação sobre estilo de vida antes de vir ao Japão, fornecimento de moradia e assistência em treinamento em japonês.

O pacote prevê o emprego direto e em tempo integral, mas também são permitidos contratos temporários para setores como a pesca devido à flutuação nas demandas de trabalhos sazonais.

Política básica para novos trabalhadores estrangeiros
Número de trabalhadores

345.150 durante cinco anos, a partir de abril de 2019

Vistos
Categoria 1 – Para trabalhadores com baixa qualificação. Duração de 5 anos, sem possibilidade de renovação. Familiares não serão aceitos.

Categoria 2 – Para trabalhadores com alta qualificação. Duração de 5 anos, com renovação ilimitada. Cônjuges e filhos serão aceitos.

Áreas de trabalho
Assistência a idosos – 60.000 vagas
Limpeza de prédios – 37.000 vagas
Indústria de materiais – 21.500 vagas
Fabricação de maquinário – 5.250 vagas
Indústria eletrônica – 4.700 vagas
Construção – 40.000 vagas
Construção de navios – 13.000 vagas
Manutenção de veículos – 7.000 vagas
Aviação – 2.200 vagas
Hotelaria – 22.000 vagas
Agricultura – 36.500 vagas
Pesca – 9.000 vagas
Produção de alimentos – 34.000 vagas
Serviços em restaurantes – 53.000 vagas

Países que aplicarão testes de idioma japonês e de capacitação:
Vietnã, Filipinas, Camboja, Indonésia, China, Tailândia, Myanmar, Mongólia e Nepal
Fonte: Alternativa

Anúncios

Japão estuda distribuir cupons de compra e aumentar salário mínimo para ¥1.000 a hora

Governo poderá criar um dia de descontos nas lojas igual o ‘Black Friday’

¥1.000O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe deu início a conversações sobre medidas de bem-estar e de estímulo para promover o crescimento econômico antes da próxima reunião do G7 programada para ser realizada em maio na província de Mie.

"É extremamente importante apresentar um roteiro sólido para alcançar uma economia de ¥600 trilhões", disse o primeiro-ministro, referindo-se à missão de mostrar aos países do G7 que o Japão está buscando um crescimento sustentável.

Em uma reunião do Conselho de Política Fiscal e Econômica na segunda-feira (4), Abe instruiu ministros para formular "medidas corajosas e convincentes" para ser incluído no seu plano fiscal e econômico a ser compilado por volta de junho.

Os membros do Conselho, com formação acadêmica e empresarial, estudam criar medidas como a distribuição de três tipos de cupons: de compra, para uso em supermercados e lojas; de criação de filhos, para uso em creches e cursos; e de viagem, para ajudar nas despesas de turismo interno.

O Conselho também sugeriu aumentar o salário mínimo para ¥1.000 a hora (atualmente é de ¥798) e de até criar um dia de descontos nas lojas parecido com o "Black Friday" nos Estados Unidos, para compensar o aumento do imposto sobre consumo (shouhizei) de 8 para 10 por cento em abril de 2017.

Mas ainda é incerto se o governo japonês vai mesmo aumentar o imposto, uma vez que o consumo do país continua lento em meio a um baixo crescimento dos salários na sequência da alta anterior do shouhizei de 5 para 8 por cento, em abril de 2014.
Fonte: Alternativa

Sony reduzirá salários, contrariando o governo japonês

sede da sony japao
A Sony deverá cortar a média dos salários no ano que vem em uma rara iniciativa para uma grande empresa japonesa, em uma decisão que vai contra as recomendações do primeiro-ministro Shinzo Abe de ampliar a renda para acelerar a economia.

Pelo segundo ano, Abe está pressionando grandes companhias para elevar os salários no ano fiscal a partir de abril e impulsionar o investimento, para iniciar um ciclo positivo de salários mais altos, lucros e preços, pondo fim a 15 anos de deflação.

O principal sindicato japonês de trabalhadores da indústria eletrônica deverá demandar reajustes acima de 2 por cento, e a expectativa é que as companhias aprovem. A maior parte dos trabalhadores da Sony, no entanto, não pertence ao sindicato, e a média de salário da companhia de 8,85 milhões de ienes (74 mil dólares) está entre as maiores da indústria.

A Sony passa por uma dura reestruturação depois de reduzir suas projeções de lucro seis vezes em dois anos, e a companhia disse no início deste ano que irá revisar sua estrutura de salários pela primeira vez em uma década, sem detalhar as mudanças esperadas.

"Estamos neste momento estudando diversas questões, enquanto a Sony em geral está em uma situação difícil", disse o porta-voz Yo Kikuchi à Reuters.

"O atual sistema de recursos humanos foi estabelecido cerca de dez anos atrás, então, é hora de uma revisão." Redução salariais não são usuais no Japão, especialmente em grandes companhias com tradição de empregos estáveis e compensação baseada em idade. As empresas frequentemente ajustam-se aos tempos difíceis reduzindo bônus e o pagamento de horas extras e contratando menos funcionários recém-formados.
Fonte: Exame com Reuters

O Nihon - Curiosidades sobre o Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Guia para viver no Japão

Informações sobre a vida cotidiana no Japão dos japoneses e dos estrangeiros que vivem no país.

Passagem aérea para o Japão, Tóquio, Nagoya ou Osaka

Passagens aéreas, pacotes de turismo, seguro viagem, reserva em hotel, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Viagem para o Japão

Passagem aérea e pacote de turismo para o Japão

Vaga no Japão

Vagas e notícias do Japão

Japan Rail Pass - JRP

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Visto japonês: nissei, sansei, yonsei, cônjuges e turismo

Como tirar visto japonês - contato@vistojapones.com.br - www.vistojapones.com.br

Trabalho no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Empreiteiras no Japão

Emprego - passagem - tradução - visto para o Japão

Emprego no Japão em 2018

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Aeroportos de todo o mundo

Informações sobre os principais aeroportos e companhias aéreas

Informações sobre empregos no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Passagem Aérea para o Japão - Narita, Nagoya e Osaka

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Pacote de turismo para o Japão e para o Oriente

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass