Archive for the ‘Banco Central do Japão’ Category

Japão: meta de inflação de 2% será atingida em 2015, diz Banco Central

O presidente da instituição afirmou que não há prazo predeterminado para encerrar seu estímulo monetário

meta de inflaçãoO presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou que não há prazo predeterminado para encerrar seu forte estímulo monetário, sinalizando que o período de dois anos para atingir a meta de inflação não é rígida.

Falando no Parlamento, ele manteve a visão favorável do banco central japonês de que a meta de inflação de 2 por cento será atingida por volta do próximo ano fiscal, que começa em abril de 2015, e acrescentou que as autoridades começarão a debater uma estratégia de saída do programa de estímulo durante aquele ano.

Ele fez a rara declaração sobre o plano de saída quando pressionado por um legislador de oposição, que levantou preocupações sobre riscos de afrouxamento monetário prolongado.

"A projeção do conselho (do BC) é que os 2 por cento deverão ser atingidos durante um período em torno do ano fiscal de 2015. Então não há dúvidas de que vários debates serão realizados sobre a estratégia de saída durante o período", disse Kuroda.

Ele reiterou que "não hesitará em ajustar a política" se a meta for ameaçada. Ao adotar seu programa de estímulo em abril passado, o banco central japonês prometeu dobrar a base monetária através de agressivas compras de ativos para atingir a meta de inflação de 2 por cento em cerca de dois anos.
Fonte: Alternativa com Reuters

Banco Central do Japão diz que inflação ficará acima de 1%

Haruhiko Kuroda demonstrou confiança de que a inflação permanecerá acima de 1 por cento mesmo quando a pressão dos custos da energia diminuir

O presidente do banco central do Japão, Haruhiko KurodaO presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, demonstrou confiança nesta terça-feira de que a inflação permanecerá acima de 1 por cento mesmo quando a pressão dos custos da energia diminuir, tentando convencer os céticos de que a economia está se recuperando e não há ameaça de um retorno à deflação.

Kuroda também buscou manter o iene sob controle, alertando que fortes ganhos são injustificados com o BC mantendo seu estímulo enquanto os Estados Unidos começam a pensar em elevar a taxa de juros.

Em entrevista à imprensa após a esperada decisão do BC e manter a política monetária, Kuroda afirmou que a terceira maior economia do mundo vai superar os efeitos de um aumento no imposto sobre vendas em abril e que a inflação avançará na direção dos 2 por cento no próximo ano.

"Estamos claramente vendo uma mudança na tendência onde empresas, em vez de reduzir preços, estão tentando elevar a qualidade de seus bens para vendê-los a preços mais altos", disse ele.

"Não acho que exista a possibilidade de a inflação ao consumidor cair abaixo de 1 por cento." O BC acredita que, após atingir 1,4 por cento no ano até maio, a inflação vai desacelerar nos próximos meses devido principalmente ao fato de sair da conta a alta no ano passado dos custos de energia, antes de acelerar de novo na direção da meta de 2 por cento.

Muitos participantes do mercado duvidam que os preços irão subir tanto e alguns têm especulado que se a inflação for abaixo de 1 por cento nos próximos meses, o BC pode ser forçado a afrouxar a política ainda mais para garantir que a meta seja cumprida.

O banco central japonês manteve sua estrutura de política, segundo a qual prometeu elevar a base monetária a um ritmo anual de 60 trilhões a 70 trilhões de ienes (592-691 bilhões de dólares) através de agressivas compras de ativos, em grande parte títulos do governo japonês.

O BC tem mantido a política monetária desde que lançou um forte estímulo em abril do ano passado, quando prometeu tirar o Japão da deflação crônica e elevar a inflação ao consumidor para 2 por cento em cerca de dois anos.

O banco reduziu sua estimativa de crescimento econômico para o ano fiscal até março de 2015 para 1,0 por cento, contra 1,1 por cento projetado há três meses. O número ainda fica acima da alta de 0,9 por cento vista em pesquisa da Reuters.

Mas deixou inalteradas suas projeções para os anos fiscais de 2015 e 2016, assim como as estimativas de preços que veem a inflação ao consumidor atingindo 1,9 por cento no próximo ano fiscal.
Fonte: Exame com Reuters

Banco Central japonês pede reforma mais ousada

O primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu elevar o crescimento potencial para 2%, ante os atuais 0,5%

Banco Central japonêsO presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, pediu nesta segunda-feira esforços mais ousados para elevar o potencial da economia como parte da campanha do G20 para impulsionar o crescimento global de longo prazo, mantendo a pressão em cima do primeiro-ministro para que apresente uma estratégia plausível de expansão econômica.

"Elaborar estratégias para o crescimento é o principal desafio do G20, então o Japão precisa fazer mais esforços sobre isso", afirmou Kuroda em reunião com executivos nesta segunda-feira.

O primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu elevar o crescimento potencial para 2 por cento, ante os atuais cerca de 0,5 por cento.

Kuroda descreveu a meta como "ambiciosa, mas não impossível", caso haja esforços para desregular a economia e incentivar mulheres e estrangeiros a participar da força de trabalho.

As declarações foram feitas um dia antes de Abe apresentar sua nova estratégia de crescimento de longo prazo, que inclui medidas como cortes de impostos e reforma da previdência.
Fonte: Alternativa com Reuters

BC do Japão concorda sobre risco menor ao crescimento

Vice do BoJ disse que o conselho da autoridade monetária concordou com a visão de que os riscos ao crescimento econômico global diminuíram

Vice do banco do Japão, Hiroshi NakasoO vice-presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) Hiroshi Nakaso disse que o conselho da autoridade monetária concordou com a visão de que os riscos ao crescimento econômico global diminuíram. Em declaração ao Comitê de Assuntos Financeiros da Câmara Baixa do Japão, Nakaso rejeitou a ideia de que é mais cauteloso que seus colegas.

Nakaso também afirmou que a economia está no caminho de uma recuperação modesta e de uma inflação estável em 2%, em linha com a última avaliação do BoJ. "Como o presidente Haruhiko Kuroda disse repetidamente, se um certo fator de risco provocar a mudança no nosso cenário, nós faremos o ajuste necessário para alcançar a meta de inflação de 2%", afirmou, quando questionado se é mais cauteloso que o resto da liderança do BoJ sobre novos estímulos à economia.

Tanto Kuroda, um ex-formulador de políticas do Ministério de Finanças, quanto Kikuo Iwata, o outro vice-presidente que foi professor econômico, defendiam políticas mais agressivas do BoJ antes de assumirem cargos na autoridade monetária, em março do ano passado.
Fonte: Agência Estado com Market News International.

Banco Central do Japão mantém política monetária e diz que país avança

Medida foi encorajada por crescentes sinais de que seu agressivo estímulo está funcionando

Banco Central do Japão mantém política monetária e diz que país avançaO banco central do Japão deixou inalterada sua política monetária nesta quinta-feira (31), encorajado por crescentes sinais de que seu agressivo estímulo está funcionando.

Como esperado, o BC votou de forma unânime para manter sua promessa de elevar a base monetária, ou dinheiro e depósitos no banco central, a um ritmo anual de 60 trilhões a 70 trilhões de ienes (611 bilhões a 713 bilhões de dólares).

O BC afirmou também que o Japão está fazendo um progresso constante na direção de alcançar a meta de inflação de 2 por cento, mas alertou para obstáculos internacionais, como a desaceleração em economias emergentes.
Fonte: Exame com Reuters

O Nihon - Curiosidades sobre o Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Passagem para o Japão - Ligue 11 3101-8193

Passagens aéreas, pacotes de turismo, seguro viagem, reserva em hotel, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Viagem para o Japão

Passagem aérea e pacote de turismo para o Japão

Vaga no Japão

Vagas e notícias do Japão

Japan Rail Pass - JRP

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Visto japonês: nissei, sansei, yonsei, cônjuges e turismo

Como tirar visto japonês - contato@vistojapones.com.br - www.vistojapones.com.br

Trabalho no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Empreiteiras no Japão

Emprego - passagem aéea - tradução - visto para o Japão, telefone 11 3101-8193

Emprego no Japão em 2017

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Aeroportos de todo o mundo

Informações sobre os principais aeroportos e companhias aéreas

Informações sobre empregos no Japão

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Passagem Aérea para o Japão - Narita, Nagoya e Osaka

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass

Pacote de turismo para o Japão e para o Oriente

Passagens aéreas, pacotes turísticos, visto japonês, venda Japan Rail Pass